4 de dezembro de 2018

Jamie's Italian Lisboa

No Príncipe Real, o Jamie's Italian é mais um exemplo da aposta do chef inglês em expandir a sua conhecida cadeia de restaurantes italianos pelo mundo.


Quando saiu a notícia de que Jamie Oliver ia abrir um restaurante no Príncipe Real, criou-se ainda mais buzz do que o habitual porque a especulação foi enorme. A questão nem era se iria ser ele a cozinhar (não, evidente) mas se pelo menos viria à inauguração. Parece que nem isso aconteceu.
Lá foram os “habituais” dar a boca ao manifesto e em geral as críticas foram positivas. Agora que passou quase um ano fui também conhecer o Jamie's Italian.
21 de novembro de 2018

Le Coucou: sabores franceses em Nova Iorque

No Soho, Le Coucou, o premiado restaurante de Stephen Starr liderado pelo chef Daniel Rose, apresenta cozinha francesa num ambiente requintado e elegante.


De todos os lugares que visitei em Nova Iorque, o Soho foi dos que mais gostei: das fachadas emblemáticas, das lojas alternativas, com um espírito muito urbano mas sem esquecer o "bairrismo". Foi também no Soho que tive uma das melhores refeições. Depois de vários anos em França, o chef Daniel Rose regressou a Nova Iorque para se continuar a dedicar às iguarias francesas.
6 de novembro de 2018

Almoço na adega da família Jamek

Em Joching, numa antiga casa de 1910, a família Jamek oferece um espaço idílico para apreciadores de vinhos de Wachau acompanhados de boa comida. 


O vale de Wachau é conhecido pelos seus terraços de vinhedos, pequenos lugarejos cheios de charme debruçados sobre o Danúbio e um destino de excelência para quem não dispensa boa comida.
24 de outubro de 2018

Quinta da Lagoalva de Cima

A 11 quilómetros de Santarém, a Quinta da Lagoalva de Cima é uma quinta de produção agrícola de referência nacional. Num ambiente campestre, proporciona visitas pelos campos agrícolas, coudelaria e adega.


É num dia de calor que visito a Quinta da Lagoalva. As indicações por telefone do melhor acesso tinham sido preciosas mas o mau estado do pavimento levou-me a um ligeiro atraso. À minha espera já está a charrete puxada pela Wenga, égua da raça Percheron, para darmos início à visita.
15 de outubro de 2018

Brunch no Asiate at Mandarim Hotel

Há uma experiência que os nova iorquinos não dispensam ao fim de semana: o brunch. Imbuída do espírito “live like a local”, reservei mesa para um dos lugares favoritos de quem lá mora e de quem está de visita: o Asiate at Mandarim Hotel. 


Fica no 35º piso com uma vista soberba sobre o Central Park e a Columbus Circle. O restaurante está sempre cheio e as mesas junto da janela são as mais concorridas. Efetuei uma reserva para o primeiro horário – 12h – e tive sorte: fiquei bem pertinho da janela. A vista é incrível.