31 de julho de 2017

Um fim de semana em Ponte de Lima

Ponte de Lima é das vilas mais bonitas de Portugal. Património natural, arquitetónico e enoturístico foram alguns dos motivos que me levaram a visitá-la.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
O tema Ponte de Lima era recorrente cá em casa. “Porque temos mesmo de ir, porque é das vilas mais bonitas de Portugal, porque é uma vergonha ainda não conhecermos”. E então, para reparar a falha, lá se agendaram três dias.
Chego ao final da manhã. Apesar de haver um grande parque de estacionamento junto à ponte medieval, decido começar pelo lado oposto, junto à ponte romana, onde também é simples estacionar. Primeira paragem: Museu do Brinquedo Português. Localizado na Casa do Arnado, alberga a coleção reunida por Carlos Anjos, de vários fabricantes portugueses, desde os finais do século XIX até 1986. Muitos destes bonecos fazem parte das minhas memórias e alguns ainda estão arrumados em caixotes cá em casa. Mas do que gostei mesmo foi da cidade imaginária. Esta grande maqueta é uma espécie de viagem ao norte da Europa, com casinhas típicas a lembrar Gent, com os comboios sempre a circular.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Como o dia é de calor, procuro o fresco do Parque Temático do Arnado, que é dos lugares mais bonitos de Ponte de Lima. Na verdade são vários jardins, muito bem cuidados e de aromas contagiantes. Gosto sobretudo do romano, do barroco e do lago pintalgado de nenúfares.
Cruzo-me com vários peregrinos que chegam ou saem do albergue. São sobretudo espanhóis, com as botas ou chinelos suspensos nas mochilas. Param junto da Capela do Anjo da Guarda e da Igreja de Santo António da Torre Velha (que tenho a sorte de encontrar aberta) e admiram a tranquilidade da paisagem.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Continuo junto ao rio Lima, com a estátua do general Décimo Júnio Bruto a recordar a lenda que o comparava ao Lethes - o rio do esquecimento. O general atravessou o rio e chamou pelos seus soldados, provando que não havia qualquer perigo. Hoje, além do encanto que dá a Ponte de Lima, é cada vez mais usado para a prática de desportos aquáticos, de cenário aos imensos caravanistas ou para banhos em dias quentes.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
É percorrendo as suas margens que chego ao Festival Internacional de Jardins. Tinha grandes expectativas, pelos prémios já ganhos, pelas várias notícias na televisão mas não sei se foi do excesso do calor, dos espaços à sombra lotados ou da música demasiado alta que não me convenceram.
Com algum custo subo a escadaria e atravesso o rio Lima pela Ponte Nova. Retomo a minha descoberta do património religioso de Ponte de Lima  com a Igreja de Nossa Senhora da Guia. Aos Domingos, a Avenida dos Plátanos enche-se de vendedores para a Feira de Antiguidades e Velharias. Sabe bem atravessá-la devagar, a saborear a ligeira brisa entre a multidão, ainda que nem sempre as peças mereçam atenção.
O resto do tempo é passado a descansar no Largo de Camões com o vistoso Chafariz Nobre e as bonitas e cuidadas fachadas. Desfilam bandejas com cervejas bem frescas e gelados, com algum vernáculo à mistura.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Deixo para o final de tarde percorrer o ex-libris da vila: a ponte romano-medieval. Ao som de folclore (há várias colunas ao longo da ponte) cruzo-me com várias pessoas que a percorrem antes do regresso a casa.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Após uma inesquecível estada na Quinta do Ameal, regresso na manhã de segunda-feira a Ponte de Lima para uma visita guiada. Tinha previamente contactado o Posto de Turismo, que foi dos poucos em Portugal onde se prontificaram para me receber sem qualquer objeção. Ao chegar à vila, encontro um ambiente totalmente inesperado: as obras e o facto de ser dia de feira levaram-me a dar inúmeras voltas à procura de estacionamento e a chegar atrasada. Desculpas apresentadas, inicio na Loja de Turismo de Ponte de Lima a visita. Estou na antiga cadeia dos homens, conhecida como Torre da Cadeia Velha. No século XIV foi construída uma muralha em redor da vila e nove torres. Hoje restam apenas duas: esta e a de S. Paulo. Em frente fica a Capela de Nossa Senhora da Penha de França, ligeiramente mais alta do que os restantes edifícios, para que os prisioneiros pudessem assistir à missa.
Quando saio para o exterior sinto-me num mundo diferente. Tivessem os vendedores trajes de época e seria uma feira medieval. Não há pregões mas apenas o burburinho típico. Na feira mais antiga do país há de tudo: roupa, calçado, móveis, animais, objectos para a casa. O Nuno Abreu, que simpaticamente me acompanha na visita, leva-me a um ponto alto onde tenho uma visão geral da feira. Atravessa toda a vila, desde a Avenida dos Plátanos até à Capela de São João.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
É o local certo para me explicar como Ponte de Lima não tem uma ponte mas duas: a mais antiga, a romana, fica junto da Igreja de Santo António e é do século I. Com o tempo, a localização do leito do rio alterou-se e no século XIV construiu-se outra ponte: a medieval.
Na Torre de São Paulo estão assinaladas as marcas das cheias do rio Lima. O grande painel de azulejos recorda o dia em que o rei andava a caçar e ao ouvir um ruído, temendo ser um possível ataque, ordenou que se fosse averiguar o que era. Quando o soldado chegou disse: “Cabras são, senhor”. Hoje existe uma freguesia em Ponte de Lima que se chama de Cabração.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Não fosse esta visita guiada e o Largo de Camões seria apenas isso: um largo. Mas Nuno Abreu alerta-me para os pormenores. Para começar, o chafariz do século XVII foi movido de outro local. O espaço foi aterrado para se fazer o largo, estando ainda arcos na ponte medieval soterrados. Fico também a saber que as bonitas fachadas que admirei no dia anterior eram originalmente as traseiras dos edifícios, quando a vila era ainda muralhada. Os vestígios da anterior muralha ainda estão visíveis no chão.
Prossigo para a Rua Padre Francisco Pacheco, a mais antiga de Ponte de Lima, que ainda conserva características da época medieval. É estreita, apenas com a largura suficiente para caber um carro de bois e duas das casas mantêm a altura original, abaixo das restantes. Elevando os olhos, admiro as figuras em pedra na fachada.
Ao cimo da fabulosa escadaria fica a Capela de Nossa Senhora da Misericórdia das Pereiras, hoje em restauro.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Na Rua Formosa, mais conhecida como a rampinha, é onde se concentram as pessoas após a noite da Vaca das Cordas e Feiras Novas. Os vários estabelecimentos de restauração e diversão noturna ficam cheios.
Junto aos Paços do Concelho, com o seu ajardinado muito bem cuidado e sardinheiras cheias de cor, ficam dois dos mais bonitos edifícios que foram recuperados e convertidos em espaços culturais: o Centro de Interpretação do Vinho Verde e o Centro de Interpretação da História Militar. Entre eles está D. Teresa, de braço esticado, a simbolizar a entrega do foral a Ponte de Lima, em 1125.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Desço  pela Rua Cardeal Saraiva, uma das principais da vila. A Igreja Matriz, de aparente traço românico, foi sendo adaptada ao longo do tempo, sem nunca perder a sua imponência. O interior parece modesto mas esconde, para quem entra, duas fabulosas capelas laterais em talha dourada.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Cá fora, o touro em bronze aguarda a folia, já que é véspera da Vaca das Cordas. Esta é apenas uma das várias estátuas que homenageiam as gentes e costumes desta vila minhota. Há o concertenista, a aguadeira, a Alegoria às Feiras Novas e ao Folclore, o Cardeal Saraiva ou o Conde da Aurora.

O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
O que visitar em Ponte de Lima, roteiro em Ponte de Lima, atrações de Ponte de Lima, pontos turísticos de Ponte de Lima
Após três dias em Ponte de Lima, e em especial devido a esta visita, percebo porque é um caso de sucesso: tem beleza natural e arquitetónica, boas acessibilidades, uma agenda cultural riquíssima e muito dinâmica e excelente restauração. A isto soma-se a vontade de fazer, promovendo diversos eventos como a Feira do Cavalo, o campeonato de canoagem, a Feira do Vinho Verde, a Vaca das Cordas, as Feiras Novas, o Festival Internacional dos Jardins, para apenas nomear alguns.

Onde dormi:
Fiquei alojada na Quinta do Ameal, a poucos quilómetros de Ponte de Lima, que é um verdadeiro refúgio. Combina uma rusticidade genuína com um toque de sofisticação e acrescenta uma vertente enoturística, produzindo grandes vinhos brancos a partir da casta Loureiro.

Onde comi:
Como a Mercearia da Vila se encontrava encerrada para férias acabei por ir à Vaca das Cordas. Das entradas, ao prato principal e em particular a sobremesa (a tarte de limão merengada é uma delícia) estava tudo excelente que regressei no dia seguinte. O atendimento é muito prestável e atencioso, com explicação da confeção dos pratos.O Petiscas foi-me recomendado no Ameal e também é uma boa opção. A posta de vitela à Petiscas é tão tenra que parece manteiga. O ambiente é descontraído e o atendimento simpático.

0 comentários:

Enviar um comentário