22 de junho de 2017

Plasencia

Desde que sou mãe que passei a viajar de forma diferente. Tive de me adaptar a horários específicos de comer, dormir e a uma nova logística. No fundo, faço mais ou menos o mesmo mas repartido por mais tempo. Numa outra circunstância, a viagem entre Lisboa e Madrid seria direta mas agora necessitou de uma paragem a meio. Foi assim que conheci Plasencia.

o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia

Tinha tudo planeado para serem dois dias tranquilos: um hotel confortável, parque de estacionamento do outro lado da rua e um roteiro pelas principais atrações da cidade. E até comecei bem: à chegada tive um upgrade para uma suite enorme e apesar de estar calor, era perfeitamente aceitável.
Com tudo arrumado, começo então a subir a Calle Talavera. Em plena hora de almoço espanhola, todas as lojas estão fechadas e não vejo ninguém nas ruas. Mas à medida que me aproximo da Calle de Patalon, Plasencia transforma-se: olhando pelas ruas estreitas, vejo uma enorme animação. Quando chego à Plaza Mayor, a surpresa é enorme: além das várias bandas a tocarem ao mesmo tempo, de todos os cafés e restaurantes sai música, bandejas com comida e muita cerveja. Os planos que tinha de ver esta praça calmamente, de admirar o Palacio Municipal e ouvir o  Abuelo Mayorga caem completamente por terra.

o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia
o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia
Há alguns vendedores ambulantes e polícias sob a copa das árvores, resguardados do sol. São eles que me explicam o que se passa:
-São as festas de Plasencia. Vai ser assim durante três dias.
Eu que esperava encontrar uma pacata cidade espanhola, cheguei a um ambiente de festa. Raras são as praças onde não haja um fogão improvisado com uma paella gigante, colunas que gritam músicas imperceptíveis e pessoas que de copo na mão, puxam com a outra o par mais próximo e bailam.
Com bastante dificuldade, vou furando a multidão. Em frente à Catedral Vieja há um chafariz rodeado de laranjeiras bravas. Enquanto um grupo de crianças se diverte a atirar o fruto para dentro de água, reparo como a festa é mesmo para todos. No bordo alinham-se copos de cerveja com biberons.
É junto da estátua de Manuel Garcia Matos que o ruído esmorece. Na Plaza da Catedral há vários edifícios importantes, como o Complejo Cultural Santa Maria, o Palácio Episcopal e ambas as catedrais. A rosácea já não tem vidro e a visita do interior, não sendo espantosa, contempla o habitual claustro e um pequeno museu de arte sacra.

o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia
o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia
Decido explorar estas ruas mais afastadas, ainda que a animação seja um pouco por toda a cidade. Mesmo nas pequenas praças há pelo menos um café com música para toda a vizinhança. As casas em tom pastel estão bem conservadas e em especial as mais antigas têm pormenores arquitetónicos dignos de nota.

o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia
o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia
São estes pormenores que começam por chamar a minha atenção na Iglesia de San Nicolás, em especial os capitéis do pórtico. Ao entrar, perguntam-me se gostaria de uma visita guiada, ao que digo de imediato que sim. E ainda bem, porque caso contrário teria saído com a impressão de que era apenas mais uma igreja. Ao saber da minha nacionalidade, começam por mostrar-me a estátua em mármore de Estremoz, obra do  escultor português Andrés Francisco. Depois, colocam-me em pontos estratégicos para apreciar o efeito da cúpula elíptica e termino na magnífica pia batismal.

o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia
O Museo Etnográfico Textil Pérez Enciso surpreende-me pela dimensão considerável. Apesar da falta de legendas, a coleção é muito interessante, abarcando objectos de uso quotidiano, artes e ofícios e indumentária. Eu adorei a carceraña.
A visita a Plasencia não ficaria completa sem cruzar uma das portas para admirar a imponência das muralhas. De fora, parece uma outra cidade, tão mais tranquila.

o que visitar em Plasencia, roteiro Plasencia, atrações de Plasencia, pontos turísticos de Plasencia

0 comentários:

Enviar um comentário