8 de setembro de 2016

Museu Nacional Ferroviário

No Entroncamento, o Museu Nacional Ferroviário leva-nos numa viagem pela história dos comboios em Portugal.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
A primeira vez que andei de comboio foi aos quatro anos. Tinha ido visitar os meus avós mas na despedida o carro decidiu não pegar. O dia já começava a escurecer e não houve outro remédio senão passar a noite e regressar no dia seguinte de comboio. Eu vinha encantada à janela, muito curiosa com o suceder de paisagens, desde as cegonhas nos arrozais ao cheiro dos pinheiros e eucaliptos. No entanto, não é um meio de transporte que use com regularidade em Portugal, ao contrário do que acontece quando viajo para fora, onde está entre as minhas preferências.
Há mais de um ano que tinha intenção de conhecer o Museu Nacional Ferroviário, até que numa ida ao norte fiz um pequeno desvio até ao Entroncamento. Foi pura sorte ter consultado previamente o site oficial e reparado que de terça-feira a sábado apenas abre às 13 horas. As visitas guiadas também carecem de marcação prévia.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
A visita começa num túnel escuro que simula uma viagem de comboio, em que se sucedem imagens como se fôssemos à janela. Segue-se uma grande sala repleta de luz, que destaca a evolução dos caminhos de ferro a nível mundial. Mas é a partir da sala dedicada à construção da rede ferroviária nacional que me sinto verdadeira fascinada. A criteriosa seleção de objetos permite uma autêntica viagem no tempo. Destaco a carteira do revisor, a máquina portátil impressora de bilhetes e no armário de bilheteira, um sem número de pequenos cartões coloridos.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Talvez ajude o facto de um funcionário da CP estar de visita ao museu com a família e vai alertando aos sobrinhos para pormenores que só quem conhece se apercebe. Noto alguma nostalgia na voz e acima de tudo um enorme orgulho.  Acabo por ficar para trás, ler os vários placards informativos e legendas, em especial as dedicadas às obras de arte e serviços sociais. Havia todo um trabalho nas áreas da educação, saúde, habitação, colónias de férias e armazéns de víveres a estas famílias. Acima de tudo, não quero perder pitada do mobiliário (desde secretárias, cadeiras de primeira e segunda classe), até às famosas placas do “Atenção aos comboios”, sem esquecer o emblemático relógio presente em cada estação.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Há um compasso de espera à saída deste primeiro espaço expositivo, já que temos de atravessar em grupo a linha ainda em funcionamento. Nesta zona exterior estão algumas carruagens com novas funções: uma foi adaptada para receber eventos e outra será transformada em hostel.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Do outro lado encontra-se a conhecida Rotunda das Locomotivas, onde estão expostas por ordem cronológica as locomotivas a vapor, desde a mais antiga (nº 135) até à mais moderna, a Americana. A mais importante é a nº 070, construída pelos portugueses em 1944.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Prossigo para as antigas Oficinas do Vapor onde se encontra o mural das placas. São oriundas de vários locais e representam logotipos de companhias ferroviárias e numeração de locomotivas.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
No piso superior volto a sentir a emoção na voz deste funcionário da CP ao ver os cartazes sobre alguns dos comboios históricos portugueses, como o Foguete, o Sud-Expresso, o Comboio Presidencial ou o Comboio Real. Este pode-se visitar (o exterior) no último núcleo expositivo. É composto pela locomotiva D. Luiz e respetivo tender, salão D. Maria Pia e Salão do Príncipe e era utilizado pela família real nas suas deslocações a Vila Viçosa.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Para os amantes dos caminhos de ferro, há muitos comboios, locomotivas, automotoras e vagões para espreitar e conhecer as suas histórias.

Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Museu Nacional Ferroviário Entroncamento
Museu Nacional Ferroviário
Rua Eng.º Ferreira de Mesquita
Estrada Nacional nº3
2334-152 Entroncamento

0 comentários:

Enviar um comentário