6 de julho de 2016

Pelos vinhedos de Saint-Émilion

Recordar a viagem a Saint-Émilion é das minhas memórias recentes mais felizes. Apesar da beleza da cidade medieval que parece brilhar com a incidência do sol, são as vinhas a perder de vista que caracterizam a paisagem. É daqui que saem alguns dos vinhos mais famosos do mundo.

Saint Émilion, vinhas Saint Émilion, paisagem Saint Émilion, chateaux Saint Émilion
Atravessando a linha de comboio, encontro o primeiro château. Ao contrário do que se possa pensar, château não significa grande palácio, ainda que também existam. É uma casa cujas dimensões, beleza e imponência variam, mas com aquele toque de charme que os franceses aplicam a tudo.

Saint Émilion, vinhas Saint Émilion, paisagem Saint Émilion, chateaux Saint Émilion
“We ship all over the world” é o que diz a placa visível da estrada. Na mais famosa região de vinhos do mundo, os produtores perceberam que abrir as portas diretamente aos enoturistas lhes poderia trazer vantagens. Organizam visitas às caves e provas comentadas a consumidores cada vez mais informados. Infelizmente, nem todos os châteaux o fazem. Os produtores dos “Premier Grand Cru Classé” apenas recebem profissionais do sector. Ainda assim, enviei um e-mail para o Château Cheval Blanc a solicitar uma visita, que muito simpaticamente foi recusada.  No entanto, não deixei de o espreitar. Destaca-se dos outros pela moderna adega e exímio cuidado no tratamento da vinha.

Saint Émilion, vinhas Saint Émilion, paisagem Saint Émilion, chateaux Saint Émilion
Alguns destes châteaux foram convertidos em unidades hoteleiras e de restauração. Eu pernoitei no Château Franc Grâce-Dieu que tem apenas cinco quartos. Isso permitiu-me um contacto direto com os restantes hóspedes num pequeno almoço muito poliglota. Em falta ficou uma experiência enogastronómica no Château Grand Barrail que convém reservar atempadamente.

Saint Émilion, vinhas Saint Émilion, paisagem Saint Émilion, chateaux Saint Émilion
Tive o privilégio de fazer esta viagem de carro, o que é uma grande vantagem em Saint-Émilion. Permitiu-me circular livremente, cruzar os portões que por norma se encontram abertos e conhecer inúmeros châteaux.

Saint Émilion, vinhas Saint Émilion, paisagem Saint Émilion, chateaux Saint Émilion
O melhor foi quando saí da estrada de alcatrão e decidi explorar os caminhos de terra batida. Há muita sinalização nas estradas com indicações dos châteaux mas quando me afastei um pouco mais foi difícil voltar à estrada principal. Felizmente há sempre pessoas dispostas a ajudar, principalmente os trabalhadores que conduzem os tratores enquanto se deslocam entre as vinhas.
– Siga-me que mostro-lhe o caminho.
Pareceu que estava em Portugal.

Saint Émilion, vinhas Saint Émilion, paisagem Saint Émilion, chateaux Saint Émilion

0 comentários:

Enviar um comentário