18 de abril de 2016

10 Lojas para conhecer no Príncipe Real

Percorrer as ruas do Príncipe Real é garantia certa de encontrar lojas únicas, ideais para um gosto refinado. Procura-se uma diversidade exclusiva, sempre com um toque de criatividade.

Amélie au Théâtre; lojas carismáticas do Príncipe Real
Dizia-me há tempos um galerista que as modas são para os que não têm gosto. Apesar do Príncipe Real estar na “moda”, os seus muitos espaços comerciais apresentam propostas alternativas, para quem sabe o que quer. Os que estão de passagem pela cidade mostram-se descontentes com a abertura tardia das lojas (algumas abrem apenas ao meio dia). A espera vale a pena porque o que aqui se encontra é único.
Começo por entrar na Amélie au Théâtre. Amélia Antunes, designer, inspira o nome da loja. Além de criar os colares, costumiza peças para outras marcas, como os chapéus de chuva Ezpeleta. A loja dá também visibilidade a novas marcas e criadores nacionais, alguns a trabalhar em exclusivo. Destaco os sabonetes Canavezes, as capas Mourama, que além de lindíssimas são reversíveis e as carteiras e sapatos Labuta.

Amélie au Théâtre, Amélia Antunes, lojas Príncipe Real, roteiro lojas Príncipe Real
Amélie au Théâtre; lojas Príncipe Real, roteiro lojas Príncipe Real
Se há sapatos que me arrebatam são os da Moskkito. Emanuel dos Santos fala-me desta marca portuguesa com um toque exótico e cosmopolita, dirigida ao público feminino. Gostei das sandálias produzidas manualmente por artesãos do Quénia mas não consegui desviar o olhar das loafers com padrões de zebra e leopardo.

Moskkito, lojas Príncipe Real, roteiro lojas Príncipe Real
Moskkito, lojas Príncipe Real, roteiro lojas Príncipe Real
Indiferente também não fiquei na Maison Nuno Gama. O número 171 da Rua do Século, além de ser uma loja, contempla também o atelier do criador e uma barbearia. A peça que mais gostei foi um bomber em pele de piton. O preço? Proibitivo para muitos.
O Espaço B, além das propostas descontraídas e do calçado da linha Y-3, do estilista Yohji Yamamoto, apresenta também boas propostas de livros dedicados à moda e design.
A 21pr Concept Store é das minhas lojas favoritas. Destaco as velas, as jóias vistosas e as propostas de Ricardo Pedro, mas gosto sobretudo dos cadernos da Cristian Lacroix, com fio de ouro e interiores que lembram postais de outros tempos. A prova da aposta eclética e enorme bom gosto são as peças da ceramista portuguesa Júlia Ramalho.
Neste roteiro pelo que por cá se faz inclui-se também a Fora Sunglasses. O espaço de venda fica mesmo junto à entrada do Entre Tanto mas de certeza que vai reparar na adaptação do conhecido quadro de Leonardo da Vinci.

Fora Sunglasses, lojas Príncipe Real, roteiro lojas Príncipe Real
A Ecolã, uma empresa sediada em Manteigas, tem um espaço na Embaixada. João Clara, neto do fundador, fala-me acerca desta produção artesal em burel certificado e lã. Mantém as peças mais antigas, como os cobertores, mas inovou e produz também chapéus, casacos e peças em malha. Prometida ficou a visita à fábrica numa próxima ida à Serra da Estrela.

Ecolã Principe Real, lojas Príncipe Real, roteiro lojas Príncipe Real
Ecolã Principe Real, lojas Príncipe Real, roteiro lojas Príncipe Real
Apesar do Príncipe Real ser muito trendy não é nada baby friendly, com passeios estreitos, muitos degraus e elevadores onde não entram carrinhos de bebé. No entanto, há várias lojas dedicadas aos mais novos que valem todas estas contrariedades. A REAL Slow Retail Concept Store vende roupa, brinquedos e uns carrinhos deliciososo inspirados em veículos de outros tempos. A Quer,além dos brinquedos em madeira, tem uma seleção de livros que vale a pena conhecer. Como há sempre uma favorita, a minha escolha recai na Mini by Luna. Araceli Piqué, com o seu sotaque espanhol, mostra-me a coleção de roupa e alguns dos brinquedos, como o carro em madeira todo desmontável, perfeito para momentos de diversão em casa ou levar numa próxima viagem.

Leia também:

0 comentários:

Enviar um comentário