18 de novembro de 2015

Enoturismo na Quinta do Bomfim

No Pinhão, à beira do rio Douro, a Quinta do Bomfim é uma das quintas históricas do "Cima Corgo",  propriedade da família Symington há cinco gerações.

Quinta do Bomfim
Uma das poucas coisas que se pode fazer no Pinhão é visitar a Quinta do Bomfim. Fica a uns escassos metros do The Vintage House Douro e só a vista para o rio e socalcos de vinhedos vale a pena. O espaço foi recentemente recuperado, manteve o traço original e o bom gosto nota-se a cada passo: na relva aparada, nas pequenas oliveiras, nas fontes que refrescam o dia soalheiro ou nas ervas que aromatizam o ar.


Quinta do Bomfim
Quinta do Bomfim
Logo na recepção é evidente que este é um espaço da família Symington, à semelhança das Caves da Graham’s, onde o branco das paredes assume um papel predominante. No museu é contada a história da quinta e do vinho do Douro através de um conjunto de fotografias e objetos.
Desço a uma plataforma onde sou convidada a ver um filme que explica os trabalhos na vinha e na adega e onde é possível admirar os lagares robóticos com a máquina única criada pela Symington que reproduz a pisa tradicional.
Percorro todos os espaço externos com uma constante vista para o Douro e vinhas. Foi daqui saiu o Dow’s Vintage 2011 considerado o melhor vinho do mundo 2014 pela Wine Spectator.

Quinta do Bomfim
Entro no velho armazém, construído em 1896, com 14 grandes toneis, onde os vinhos iniciam o envelhecimento antes de serem transportados para Vila Nova de Gaia.

Quinta do Bomfim
Quinta do Bomfim
A visita termina na sala de provas, junto ao terraço, com uma vista deslumbrante sobre o Douro, onde apetece ficar o resto do dia a disfrutar da paisagem. Inicio com um Altano 2014 Douro DOC White com notas muito cítricas e a ananás. Segue-se um Altano Quinta do Ataíde Reserva, um vinho mais complexo e termino com um Quinta do Vesúvio DOC Douro.
Das várias quintas que conheço no Douro, esta acaba por ser especial. Uma visita a uma adega não é só o espaço nem os vinhos. A experiência que se recorda passa muito pelas pessoas que nos guiam e nos transmitem a essência do lugar. O que me fica na memória é uma conversa espontânea, emotiva e bem disposta. Fosse assim em todas as quintas.

Quinta do Bomfim

5085-060 Pinhão

0 comentários:

Enviar um comentário