8 de setembro de 2015

10 coisas imperdíveis no vale da Dordonha


1 - Aldeias da Dordonha


Monfort; aldeias da Dordonha; o que visitar na Dordonha

Em França há uma rota para visitar Les Plus Beaux Villages de France. O vale da Dordonha comtempla algumas da lista mas também pequenos lugarejos cheios de encanto e identidade. La Roque-Gageac, Martel, Turenne ou Monfort são apenas exemplos onde o amarelo das casas se enquadra na perfeição no verde da paisagem, os produtos locais são vendidos em mercados de rua e os castelos recordam histórias de outros tempos.


2 - Os 1001 châteaux do Vale da Dordonha


Château de Hautefort; 1001 châteaux do Vale da Dordonha; o que visitar na Dordonha
Quem gosta de castelos grandiosos encontra aqui o sítio certo para visitar. Surgem imponentes no meio da paisagem e sobressaem junto ao restante casario. O dia que passei em La Roque-Gageac permitiu-me conhecer vários châteaux: o château de Castelnaud, o château de Marqueyssac e terminei no château de Beynac, um dos mais conhecidos da região. Dedico o meu o último dia na Dordonha a visitar o château de Hautefort e o château Jumilhac.


3 - Gruta de Padirac


Gruta de Padirac; locais mais visitados em França; o que visitar na Dordonha
Descoberta em 1889 por Edouard-Alfred Martel, a gruta de Padirac é dos locais mais visitados em França. São 23 quilómetros de rio subterrâneo (apenas dois e meio visitável), com cascatas naturais que confluem em lagos, formações rochosas espetaculares, água a deslizar pelas paredes macias, um suceder de salas que se elevam a dezenas de metros e jogos de luz que ampliam esta enorme beleza natural. É um verdadeiro passeio de gôndola no interior da Terra.


4 – Rocamadour


Rocamadour;  locais mais visitados em França; o que visitar na Dordonha
Começou por ser um local de peregrinação religiosa e hoje é das principais atrações de França. Para além do santuário, composto por várias capelas, o caminho da cruz leva até ao château, onde do miradouro se tem a verdadeira noção da vertigem que é Rocamadour, do verde que a envolve, da estrada sinuosa. É uma paisagem de grande serenidade e contemplação.


5 – Sarlat-la-Caneda


Sarlat-la-Caneda; aldeias mais bonitas de França;  locais mais visitados em França; o que visitar na Dordonha
Sarlat tem um encanto como poucas, seja pelas ruas estreitas, pelos edifícios históricos, pela reputação do mercado e gastronomia de topo. É intimista, aconchegante e envolvente. Perfeita para percorrer de forma calma e tranquila.


6 - Jardins suspensos de Marqueyssac


Jardins de Marqueyssac; locais mais visitados em França; o que visitar na Dordonha
No alto de uma falésia calcária, os jardins de Marqueyssac são um miradouro natural para o rio Dordonha. Além do sol a incidir sobre as casas, das réplica dos gabares, a paisagem retrata um ambiente campestre. O ex-libris são os cerca de 150.000 pés de buxo, com várias formas geométricas e dimensão, sempre aparados manualmente.


7 – Visitar uma quinta de foie gras


Quinta de foie gras; o que visitar na Dordonha
O foie gras tem tanto de controverso como de extraordinário. Enquanto iguaria gastronómica da Dordonha, é vendido em vários mercados ou diretamente nas quintas de produção de gansos e patos. Aqui pode ficar-se a conhecer todo o processo e desmistificar preconceitos. No fim há uma prova dos vários produtos.


8 – Fazer compras nos mercados


o que visitar na Dordonha
Seja nas grandes cidades ou pequenas aldeias há sempre um mercado. É aqui que os franceses gostam de fazer as compras bem cedo, para encontrar os produtos mais frescos. Os produtores locais vendem diretamente ao consumidor, sempre com uma prova antes para saber o que se vai comprar.


9 – Caçada às trufas


Trufas; o que visitar na Dordonha
As trufas são um dos produtos mais caros da gastronomia mundial. Já há quintas que abrem as suas portas e fazem “caça à trufa” com porcos e cães e uma degustação no final. Se visitar o vale da Dordonha na época da trufa não deixe passar esta experiência.


10 – Piquenique num lago


o que visitar na Dordonha
Surgem no meio da vegetação, à beira da estrada ou mais escondidos. Alguns têm zona de descanso, restaurantes e até parques de campismo. Os caravanistas que vêm de várias zonas da Europa encontram aqui o local perfeito para uma paragem. A minha sugestão é que faça como eles: passe no supermercado, compre o almoço e disfrute-o sob a sombra das árvores, enquanto vê as carpas e as trutas virem à superfície. No fim, aproveite para um pequeno passeio nos vários caminhos pedestres que se encontram assinalados.

0 comentários:

Enviar um comentário