30 de junho de 2015

Uma varanda com vista para o Douro

Na mais antiga região demarcada de vinhos do mundo, o The Vintage House Douro continua a ser uma referência para quem procura conforto, tranquilidade e requinte.

The Vintage House Douro

Nos últimos meses as minhas saídas têm-se resumido a pequenos passeios no jardim. Sou uma recém mãe de primeira viagem e nesta nova fase da vida há outras prioridades. Assim que é viável viajar começo a planear um passeio em família. O Douro, local até agora adiado (sabe-se lá porquê) foi a escolha perfeita.
Dada a minha inexperiência em sair com um bebé, ligo uns dias antes para o The Vintage House Douro. Só pelo atendimento telefónico percebo a atenção dada aos hóspedes: fica já feito o pedido do berço e banheira (que encontro no quarto à chegada) e sugerem-me o melhor trajeto de acesso.
Ao chegar à ponte sobre o Douro avisto o hotel à beira rio plantado. O que antes foi um armazém de vinho é hoje uma referência da hotelaria na região. No check in comprovo um atendimento de excelência, muito cuidado e prestável. Enquanto me servem um vinho do Porto, sugerem-me ir descansar. Irão buscar as malas ao carro e colocá-las no quarto.
A sensação que tenho quando entro é de um ambiente acolhedor, espaçoso e de grande conforto. Mas a vista impõe-se e assim que abro as portadas, o Douro invade o quarto. Sento-me na varanda. Defronte para o rio e para os socalcos vertiginosos de vinhedos percebo estar perante uma das mais belas paisagens do mundo. É quase pôr do sol e ao olhar para as outras varandas noto um sentimento de partilha. Há quem prefira ler um livro, outros aproveitam para espreitar as redes sociais enquanto bebem um copo de vinho mas ninguém quer perder este momento de enorme serenidade.

The Vintage House Douro

Já com a noite a cair, desço até ao restaurante Rabelo. O ambiente é requintado mas sem excessos. Nas paredes há cenas ligadas ao vinho no Douro. Os pratos sucedem-se, as sugestões de vinho também, sempre com um atendimento cuidado, onde nada há a apontar.

O restaurante Rabelo, The Vintage House Douro

Regresso ao quarto, com a sensação de que tudo está a ser perfeito. Mas por vezes a perfeição excede-se. Encontro as almofadas compostas, os chinelos ao lado da cama, as toalhas dobradas e os sabonetes repostos. E para encerrar a noite em pleno, um chocolate com um cartão de boa noite.
Na manhã seguinte acordo num ambiente mergulhado em silêncio. Não oiço televisões, vozes ou portas a bater. A primeira coisa que faço é correr as cortinas. O sol incide sobre os vinhedos e a ponte. Na encosta já há tratores a subirem vagarosamente de encontro a mais um dia de trabalho. Os barcos hotel que pernoitaram no cais já zarparam e na marginal os mais matutinos fazem a sua caminhada.

The Vintage House Douro

Os degraus que encontro até ao Salão do Rio não são muitos mas dificultam o acesso quando se transporta um carrinho de bebé. Estas contrariedades são esquecidas quando entro numa sala ampla, tranquila e cheia de coisas boas. Não falta o pão e os croissants fofos, os queijos e compotas, o bacon com ovos mexidos e a fruta. O leite e café são trazidos à mesa, sempre com um bom dia e um sorriso discreto. Tomo o pequeno almoço na varanda. Aqui percebo que este meu sentimento de bem estar é partilhado. Um rapaz inglês fala ao telemóvel. Veio passar o aniversário ao Douro e está a contar o que tem visto. A dada altura diz com visível satisfação: best birthday breakfast ever!
Aproveito a manhã para conhecer melhor o hotel. Os grandes sofás e cadeirões do bar Library dão-lhe um ar acolhedor e a lareira será perfeita para um fim de tarde ou noite de inverno. Subindo a escada em caracol tem-se acesso ao piso superior, uma forma mais rápida para quem quer visitar a estação de comboios do Pinhão.

The Vintage House Douro

Mas com uma manhã tão soalheira, não há como sair. O terraço é perfeito para contemplar a paisagem. Nas escadas que dão acesso ao jardim há lanternas onde à noite pequenas velas indicam o caminho. Atravesso o portão e estou na margem do Douro junto ao cais. Aqui há vários barcos ancorados que fazem passeios no rio. Na receção do hotel é possível reservar.

The Vintage House Douro
The Vintage House Douro

Uma das experiências que o The Vintage House Douro oferece é uma degustação de vinho do Porto e chocolates. Como foi uma combinação que nunca fiz, marco para o início da tarde. A loja de vinhos encerra e o evento decorre num ambiente sereno e exclusivo.
No resto da tarde aproveito para colocar a leitura em dia, ainda que não seja por muito tempo. Não posso deixar de experimentar a piscina e relaxar nas espreguiçadeiras.

The Vintage House Douro

O pôr do sol aproxima-se e é hora de regressar à varanda do quarto. Podia fazê-lo noutro ponto do hotel mas aqui é especial. Cada hóspede partilha deste momento único: ouve-se o chilrear dos pássaros enquanto os barcos rasgam vagarosamente as águas calmas do Douro. Fico com a consciência de estar num lugar privilegiado e de grande beleza natural. É o luxo numa das suas muitas expressões.

0 comentários:

Enviar um comentário