11 de novembro de 2014

Provar Lyon no Les Halles Paul Bocuse


Conhecida como a capital da gastronomia francesa, Lyon deve a reputação à variedade e qualidade dos seus produtos que originaram uma cozinha marcada por uma identidade muito própria.


Já visitei vários mercados em França, em grandes cidades e pequenas vilas, cobertos ou ao ar livre, diários e ocasionais. Numa cidade em que o turismo gastronómico tem uma forte expressão, coloquei o mercado central de Lyon como uma das prioridades. O nome à entrada é uma homenagem ao seu maior chef e motivo por si só indicador que não é um mercado qualquer.


Percorro os vários corredores com o olhar atento à bancas. Procuro os produtos locais que estejam na origem da sua cozinha. A pressa não é bem vinda num ambiente calmo que acompanha a elegância e sofisticação dos produtos. Sem odores desagradáveis nem competição de pregões, tudo está cuidadosamente colocado dentro de cestos e bem ordenado. É que primeiro comem os olhos.

Les Halles de Lyon

Inicio pela banca do pão, um elemento sempre presente à mesa, seja para entrada ou para finalizar com queijo. As famosas baguetes encontram-se empilhadas em cima do balção e são vendidas enroladas numa folha de papel que apenas cobre a parte central. E sugestões não faltam para o acompanhar. O salsichão ou a rosette de Lyon são duas excelente formas de começar uma refeição, servidos às fatias finas.

Salsichão de Lyon; rosette de Lyon; Les Halles de Lyon

As rillettes, espécie de paté, são outra opção. Vendidas a peso, são cortadas à fatia e colocadas sobre o pão. O meu preferido é o paté em crosta com foie gras que pode ser servido com uma simples salada.

Para uma refeição mais sofisticada, as escolhas recaem sobre o salmão fumado, as ostras ou os caracóis que acompanham com um vinho Beaujolais ou Côtes du Rhône.

Les Halles de Lyon

Outra iguaria lionesa, presente na carta dos tradicionais bouchons, é a salsicha com pistácios. Pode ser acompanhada simplesmente com batata cozida e salada ou rechear uma brioche.

Les Halles de Lyon

Terminei com a chamada patisserie fine e a escolha recaiu sobre a local tarte à la praline: em formato tradicional ou dose individual, de cor vermelha e com um ligeiro toque de acidez. Com uma apresentação irrepreensível, os bolos são colocados em fila, a “pedirem” para ser comidos. Como o que é doce nunca amargou, também não resisti à bancada de macarons. O difícil foi escolher os sabores.

Les Halles de Lyon

E como em França sê francês, o queijo não pode faltar. Junto aos frios, há sempre movimento. Em forma de coração, pirâmide, cone, cilindro ou até mesmo do mapa nacional, encerram a refeição.

Les Halles de Lyon

Já de saída, tive de parar e aproximar-me de um pote em vidro para confirmar o valor na placa. Um quilograma de morilles séchées custa mesmo 650€. Excentricidades da cozinha francesa… mas só para alguns!

Les Halles de Lyon
102 Cours Lafayette
69003 Lyon, France

0 comentários:

Enviar um comentário