9 de maio de 2014

Fábrica de Santo Thyrso: entre o passado e o futuro

A região do Vale do Ave é conhecida pelas suas indústrias manufactureiras, fruto da proximidade ao rio, da linha férrea e da mão de obra barata e especializada. A Fábrica de Tecidos de Santo Thyrso foi fundada em 1898 por Honoré Vavasseur, Tomás Hargreaves e João Gualberto e encerrou em 1990.


Fábrica de Santo Thyrso

Este lugar emblemático para a cidade está a ser transformado num espaço cultural, preservando a memória sem esquecer a inovação. Circulando pelas ruas, os edifícios  contam a história da atividade outrora aqui desenvolvida: à entrada havia a casa dos guardas, seguia-se a identificação de pessoas, passava-se pelo depósito geral e terminava-se na sala das máquinas.

Fábrica de Santo Thyrso

No  rés do chão do antigo armazém de tecidos está localizado o centro interpretativo, com vários painéis explicativos da evolução da fábrica e do futuro que se pretende para este espaço. No piso superior era escritório da administração. É lá que se encontra o fundo documental que está a ser alvo de tratamento e que conta também a história desta fábrica. Fiquei a saber que os funcionários eram suspensos com regularidade porque os tecidos saíam com defeito, por estarem a conversar e fora da sua secção de trabalho ou porque se envolviam em pequenas rixas. Por isso, quando desci as estreitas escadas em caracol, imaginei como se sentiriam aqueles que eram chamados a subi-las.

Fábrica de Santo Thyrso
Ainda no mesmo edifício fica a antiga sala das máquinas. Hoje é uma nave cultural, um espaço amplo com mais de 2000 metros quadrados, destinado a receber variados eventos.

Fábrica de Santo Thyrso

Durante quase 100 anos, a Fábrica de Tecidos de Santo Thyrso foi fulcral para o desenvolvimento da cidade e melhoria de vida da população. Este espaço não ficou perdido no tempo e foi alvo de regeneração urbana. É um Quarteirão Cultural e Criativo, revitalizado, onde estão alojadas duas incubadoras: uma de base tecnológica e outra de moda e design. Numa fase inicial, estas empresas recebem acompanhamento e apoio na implementação do negócio, com o objectivo da criação de uma rede de produção e sinergias.
Prossigo visita para a incubadora de moda e design, acompanhada por Margarida Carronda, assessora deste projeto. É um espaço muito eclético, com várias salas/cubos para empresas. Todos os serviços aqui disponíveis assentam no uso partilhado, fomentando a colaboração. Os laboratórios de prototipagem disponibilizam vários serviços: corte, gravação a laser, estampagem, modelação e impressão digital têxtil.

Fábrica de Santo Thyrso

Além do espaço destinado à formação, com duas salas de aula e um auditório, pretende-se criar um centro de documentação e uma loja para venda de produtos resultantes do trabalho das incubadoras.
A Fábrica de Santo Thyrso é um espaço em construção, direcionado para o futuro, que em muito enaltece a memória do seu passado. Além da importante regeneração urbana, divulga a sua antiga atividade; fomenta a criação de novas indústrias e sinergias; terá uma vertente comercial, com lojas e restaurante mas acima de tudo, é um espaço cultural, dinâmico e criativo.

Fábrica de Santo Thyrso
Rua Dr. Oliveira Salazar, nº 88
4780-453 Santo Tirso
www.fabricasantothyrso.com

0 comentários:

Enviar um comentário