7 de agosto de 2013

Estói

Situada a poucos km's de Faro, Estói é detentora de dois lugares imperdíveis: o Palácio de Estói e as ruínas de Milreu.

Palácio de Estói



Nesta tranquila vila algarvia, somos atraídos pelo rosa deste palácio do século XVIII. Atualmente é uma Pousada de Portugal mas as zonas históricas interiores e os jardins são passíveis de visita. Basta dirigirem-se à recepção e pedir permissão para entrar. Estamos em plena hora de almoço e ouvimos o bater dos talheres na sala das refeições. Não querendo incomodar os hóspedes, passamos pelas diversas salas e corredores. Tudo está em excelente estado, com os tectos decorados com grande detalhe e as várias divisões com mobiliário da época.
Saímos para o jardim inundado de uma luz intensificada pela brancura das várias estátuas. Descendo a escadaria, acedemos aos vários patamares, podendo circular livremente. Mesmo em frente ao palácio há um pequeno lago com uma fonte e cinco painéis de azulejos com motivos naturais.


A melhor sugestão é “perderem-se” pelo jardim, descobrindo os vários terraços, as estátuas e os pavilhões.
O Palácio de Estói foi classificado como Imóvel de Interesse Público em 1977.


Ruínas de Milreu



Também conhecidas como ruínas de Estói, as ruínas de  Milreu são o que resta de uma grande villa, sendo dos mais importantes vestígios da presença romana no Algarve. Data do século I e é composta por  casa senhorial de peristilo, instalações agrícolas, um templo e as termas decoradas com mosaicos representando peixes de grandes dimensões.


No espaço existe a Casa Rural das Ruínas,  transformado num centro de visitantes, que nos permite ter uma ideia de como os romanos viviam.


As ruínas estão classificadas como Monumento Nacional.


Outros vestígios romanos em Portugal:

0 comentários:

Enviar um comentário