24 de julho de 2013

Las Rozas Village


A cerca de 30 minutos de Madrid é possível experienciar um turismo de compras de luxo a preços reduzidos.


De passagem por Madrid, não podíamos deixar de visitar este local de paragem obrigatória para os amantes de compras. Logo à chegada, deparamo-nos com um enorme parque de estacionamento gratuito, com árvores e canteiros de relva aparada. Atravessando os portões e entramos neste complexo comercial em estilo árabe. Dentro das lojas, ultimam-se as limpezas ou ajeitam-se as montras: tudo estará perfeito no momento de abertura das portas. O espaço ao ar livre está limpo e bem cuidado, com bancos de madeira e arranjos de vasos floridos.


Às 10h00 em ponto dão-se as boas vindas aos visitantes através de um altifalante: primeiro em castelhano, depois em inglês, chinês e português (com sotaque brasileiro). Só por esta apresentação se percebe quem aqui vem fazer compras.


Começamos a explorar as várias lojas: as mais luxuosas (Carolina Herrera, Bvlgari, Loewe), as mais casuais ( Ralph Lauren, Lacoste, Old Ridel), as sapatarias (Columbia, Camper, Geox), as lojas de malas e carteiras (Samsonite, Furla, Tous) e as de artigos para a casa (Bodum, Villeroy & Boch e Le Creuset). Como foodies a apreciadores de artigos de grande qualidade, achamos esta última loja um paraíso. Os descontos aplicam-se durante todo o ano e podem ir até 60% sobre o valor inicial. Os visitantes com residência fora da União Europeia poderão reclamar o Tax Free nas respetivas lojas.



Como chegar:
Apesar do Las Rozas Village ficar num parque empresarial, existem vários transportes.
  • Carro – saindo de Madrid, apanhar a Autoestrada A6, saída 19. Quem vier pela M-50, saída 82.
  • Autocarro – apanhar os autocarros 625 e 628 na estação de Moncloa, em Madrid.
  • Shopping Express – autocarro diário que parte da Praça de Espanha, em Madrid.
Onde comer:
Após algumas horas a fazer compras, os vários cafés com esplanada são uma boa opção para um lanche rápido, um gelado ou uma bebida fresca. Mas como pretendíamos uma refeição mais reforçada, atravessamos a estrada até ao Centro de Ocio Heron City Madrid. Com esta parrillada de carnes, enchidos e legumes estávamos prontos para continuar a nossa viagem.

 Onde dormir:
Escolhemos o Hotel Eurostars Zarzuela Park, localizado numa tranquila zona residencial. Com estacionamento gratuito, foi uma excelente opção, com preços mais acessíveis do que no centro da cidade, quartos muito confortáveis, bom pequeno almoço e com rápido acesso às várias atrações fora de Madrid que pretendíamos visitar.

5 comentários:

  1. Boa tarde!

    Curiosamente este ainda não conheci, mas sou uma fã incondicional de duas "Villages" do mesmo grupo dos Chic Outlets existentes na Alemanha, a Wertheim Village e a Ingolstadt Village (sobretudo esta ultima pois fica a cerca de uma hora e 80 km de Munique e da qual recebo a Newsletter com as novidades e promoções exclusivas).

    São mesmo umas vilas paraíso para compras, uma uma autentica perdição, dependendo do ponto de vista ;-).

    ResponderEliminar
  2. Olá: este é o único que conhecemos do grupo dos Chic Outlets. Não passamos lá o tempo que gostaríamos porque tínhamos outros locais para visitar mas valeu bem a pena. E claro, aproveitamos para fazer compras a preços excelentes.

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que são "vilas criadas de raiz" muito bonitas, contribuindo para mudar a ideia que se tem do que são outlets (armazéns sem muita atenção e cuidado com o detalhe, com artigos de colecções passadas e desactualizadas, em alguns casos tudo ao monte e misturado).

    ResponderEliminar
  4. Esteve em Madrid? Pois eu trabalho por essa zona exactamente, de vez em quando almoço no Heron City. Que coincidência!!! Numa prox visita se calhar fazemos um encontro de bloggers portugueses...

    ResponderEliminar
  5. Passamos por este local a caminho de alguns palácios reais que nos faltava conhecer, mas claramente, não tem nada a ver com os nossos outlets.

    ResponderEliminar