2 de julho de 2013

Circuito Pré-histórico de Fiais / Azenha


Carregal do Sal guarda valiosos vestígios da presença humana pré-histórica na região. Sigam o Circuito Fiais/Azenha para os conhecer.


Já há algum tempo que pretendíamos descobrir estes monumentos funerários que remontam a mais de 6000 anos. Das informações recolhidas, percebemos que era possível fazer todo o percurso de carro mas dado ser em terra batida, escolhemos esta altura do ano, quando o terreno está completamento seco. A “estrada principal” permite a circulação em ambos os sentidos mas quando se acede aos caminhos secundários que levam às orcas, apenas é possível transitar um carro, pelo que, caso haja algum encontro, um terá de recuar. Aconselhamos iniciar-se o percurso na localidade de Azenha, na Rua Pontinha (Nacional 230), onde existe um placar com um mapa e informação dos vários pontos.  Aqui segue-se o caminho de terra batida chegando-se a um cruzamento onde existem várias placas a sinalizar o percurso, estando todo ele excelentemente assinalado. Encontramos todos os locais limpos, desmatados e alguns com mesa para piquenique e caixotes do lixo. Apesar de todos serem acessíveis de carro, os amantes de atividades ao ar livre encontrarão aqui o sítio perfeito para uma caminhada ou passeio de bicicleta. Afinal, estamos a falar de apenas 4km. Os que preferem o percurso de automóvel, recomenda-se velocidade moderada e atenção às pedras que se encontram em alguns pontos. Guardem cerca de 2h30 se quiserem disfrutar do circuito com calma.


Complexo Rupestre do Ameal


Complexo Rupestre do Ameal; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Afloramento granítico com várias gravações.


Penedo da Víbora


Penedo da Víbora; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Existem várias lendas associadas a esta elevação rochosa cuja imponência é bem visível à distância. De realçar as várias lajes de pedra no local.


Orca da Palheira


Orca da Palheira; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Também conhecida como Orca 1 de Oliveira do Conde, serviu até ao século passado de habitação, daí os restos de fumo existentes no seu interior. À volta foi construída uma palheira, subsistindo ainda algumas paredes. Ainda se pode ver uma dobradiça ferrugenta onde outrora existiu uma porta. No exterior, uma mesa em madeira convida a um piquenique sob uma árvore de grande porte.


Dólmen da Orca


Dólmen da Orca; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Classificado como Monumento Nacional, é dos mais importantes monumentos funerários da região. O corredor tem cerca de 7 metros e sobre a câmara conserva-se ainda a mamoa.


Abrigo da Orca


Abrigo da Orca; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Pela altura das ervas ao longo do percurso arriscamos dizer que não é um local muito visitado, mas apesar deste monumento ser de menores dimensões comparado com os outros, apresenta algo único: uma forte componente paisagística sobre um vale de pinheiros mansos e urzes. O melhor é mesmo sentar numa pedra e desfrutar da tranquilidade e de toda a beleza da Serra da Estrela.


Orca do Outeiro do Rato


Orca do Outeiro do Rato; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Este monumento funerário fica bastante afastado do circuito. Para o aceder, é necessário passar pelo Estádio das Gândaras, atravessar uma povoação com estrada alcatroada e quando se encontrar uma placa à direita, seguir o caminho de terra batida.


Orca 1 do Ameal


Orca 1 do Ameal; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Esta sepultura tem cerca de 6000 anos e é, juntamente com a Orca 2 do Ameal, das mais antigas de todo o circuito.

Orca 2 do Ameal


Orca 2 do Ameal; Circuito Pré-Histórico Fiais/Azenha; Carregal do Sal

Esta sepultura tem cerca de 6000 anos e é, juntamente com a Orca 1 do Ameal, das mais antigas de todo o circuito.

0 comentários:

Enviar um comentário